Amajari

A criação, evolução e estágio atual do Município

O povoado que deu origem à cidade começou com um bar, em 1975, cujo proprietário é o morador e comerciante, Senhor Brasil; a partir daí surgiram as primeiras residências ao redor, cresceram em número e formaram uma vila, elevando-se a categoria de Vila Brasil, em homenagem ao fundador. Em 17 de outubro de 1995 (Lei n° 097), transformou-se em município levando o nome de Amajari, devido ao principal rio da região do Estado - o rio Amajari, afluente do rio Uraricoera.


A população da região é composta de índios e nordestino, que, pelos seus costumes, acabaram por transformar o lugar na “Capital do Forró”.


A bacia hidrográfica é composta pelos rios Uraricoera, Parimé e Amajari e a cobertura vegetal é caracterizada por florestas densas e savanas. Esse município possui uma área demarcada como reserva indígena de 16.790,99 Km2, representando 58,71% em relação às terras do Município. Suas principais áreas são: Ananás, Aningal, Cajueiro, Ouro, Ponta da Serra, Santa Inês (macuxi); Anaro (Wapixana); Araçá (Macuxi / Wapixana); Yanomami (Yanomami).


Segundo IBGE (Contagem da População 2007) o município possui 7.586 habitantes e sua área territorial é de 28.472,328 Km2, com clima tropical quente/úmido e temperatura média anual de 26°C. O gentílico do município é Amajariense.

Os primeiros administradores

Com a instalação do município em 1º de janeiro de 1997, tomou posse o primeiro prefeito, Senhor Francisco Alberto Santiago, para o período de 1997/2000. No pleito 2005/2008 foi eleito o candidato do PMDB, o Sr.Pereira da Silva Filho.


Para os cargos de vereadores no pleito de 2008 e seus respectivos votos, foram eleitos os seguintes vereadores, a saber: Iria de Matos Rodrigues, 186; Élio Sousa da Silva, 168; Jerônimo Cabral de Macedo Filho, 146; José Matias da Silva, 139; Marcos José de Sousa Silva, 132; Rosangela Pedrina Santana Carneiro, 128; David Soares de Souza, 120; Luiz Donazio Rodrigues Valle, 89 e Emerson Ferreira Duarte, 86.


O último prefeito eleito para o exercício 2009/2012 foi o Sr. Rodrigo Cabral, eleito em 2008. O Poder Legislativo Municipal era composto por 09 (nove) vereadores. O presidente da Câmara Municipal eleito à época para o biênio de 2008/2010 foi a vereadora Iria de Matos Rodrigues.

A administração atual


O atual prefeito do município foi o Sr. Moacir José Bezerra Mota em 2012, para o exercício de 2013 a 2016. O Poder Legislativo Municipal é composto por 9 (nove) vereadores.


Para os cargos de vereadores e seus respectivos votos, foram: Antônio Cabral Coelho de Macedo, 209; Jerônimo Cabral de Macedo Filho, 202; César Augusto Salustiano do Filho, 174; Valdenilson Magalhaes Viana, 172; Davi Soares de Souza, 171; Maria Natividade Vieira Silva, 160; Josimar Rodrigues da Rocha, 142; William Felix da Silva, 139; Jean Charles Araújo da Silva, 128.

Localização


O município de Amajari, segundo dados do IBGE, está localizado no norte do Estado de Roraima, na mesorregião Norte, microrregião Boa Vista, situado nas coordenadas geográficas 61º 25' 15" de longitude Oeste e 03º 39' 19" de latitude Norte. Limita-se ao norte com a República Bolivariana da Venezuela; ao sul com o município de Alto Alegre e Boa Vista; a leste com o município de Pacaraima e a oeste com a República Bolivariana da Venezuela (Ministério da Defesa, 2004).


Turismo


Datas festivas e históricas

Festejo do Quarto de Bode – 2ª semana de janeiro
Amajari Folia – Semana Santa
Aniversário do município – 17 de outubro
Festival do Tepequém – 1ª semana de novembro

Pontos Turísticos

Entre os pontos turísticos de Amajari, destacam:

Reserva Biológica Ilha de Maracá – primeira estação ecológica do país e terceira ilha fluvial em superfície do planeta – só perde para Marajó e Bananal. Possui uma grande diversidade biológica e populações endêmicas de fauna e flora. A visitação só é permitida com a permissão do IBAMA. O acesso é pela RR 205 (asfaltada).
 
Serra do Tepequém - localizada no município de Amajarí, a 210 km de Boa Vista, a Serra do Tepequém tem se tornado um dos pontos turísticos mais procurados de Roraima. O principal motivo são as cachoeiras e o clima agradável devido às serras. Na localidade estão localizadas as Vilas do Paiva e Cabo Sobral. O Platô, ponto mais alto da serra, está a 1.022 m de altitude. O atrativo principal é a natureza exuberante. Para quem gosta de ecoturismo, a Serra do Tepequém é o lugar perfeito.